12/12/2019

Ricardo Abreu Borges – Casa Cor 2018 - Transtudio

 

Ricardo Abreu Borges – Casa Cor 2018 - Transtudio

 

O dilema de uma pessoa que está passando por uma transição de gênero é o ponto de partida do espaço assinado pelo arquiteto Ricardo Abreu Borges. " Reproduzimos nos elementos da arquitetura e da decoração a tensão que aquela moradora carrega, os conflitos que a acompanham em uma longa história de luta". Explica. Em 29m², o ambiente é dividido em área de estudo, trabalho, dormitório e banheiro. A escolha da profissão de jornalista vem da essência do trabalho de projetar ideias e provocar discussões.

O ambiente reúne living, dormitório, banheiro e área de trabalho, com todos os espaços integrados e emoldurados por uma parede de boiserie cor-de-rosa, elemento responsável por emprestar um perfume delicado ao projeto.

O design é marcante e importante no projeto, com diversas peças da cena contemporânea. É o caso do pendente Brown, do Estúdio Cristiana Bertolucci; e da poltrona Cigarra Alta na cor verde, de Marcos Maia e Gilmar Mazari. A curadoria de mobiliário é reforçada pela presença de obras de arte assinadas por talentos como Maria Bonomi, Sidney Amaral, Evandro Prado, Vitor Mizael e Telma Melo.

 

O banheiro é considerado o ponto alto do projeto. Normalmente escondido nas casas, o toalete aparece totalmente exposto no Transtudio, subvertendo regras arquitetônicas. “Aqui, o banheiro aparece sem pudores e materializa a aceitação do corpo modificado”, diz. Para coroar a narrativa estética do ambiente, ele incluiu um neon com a frase “Be Anything” na parede.

 
 

Em entrevista especial, o Arquiteto Ricardo Abreu, conta detalhes do ambiente Transtudio direto da CASA COR 2018.

 

Ilunato: Conta um pouco sobre esse ambiente, e sobre essa tonalidade utilizada.

 

Ricardo: O tom utilizado no Transtudio foi especialmente escolhido e deddicado a uma artista transexual.

 

Ilunato: Interessante, por isso se deu a escolha do tom Rosa?

 

Ricardo: Sim a cor aplicada é uma tonalidade de Rosa velho e o Azul escuro que mostra esse duelo entre o feminino e o masculino passando pelo passado e pelo contemporâneo.

 

Ilunato: E essa aplicação em cerâmica?

 

Ricardo: Essa aplicação remete a um processo de descoberta, a transição de pele. Onde foi reproduzido este conceito com a pele de cobra nos detalhes da cama.

 

Ilunato: E o neon utilizado?

 

Ricardo: O neon é uma frase da Barbie dos anos 80 - O sonho de ser menina.

Ilunato: Esse projeto se mostrou interessante podemos observar que todos os detalhes possuem um contexto e um significado pertinente a proposta. 

Contato: abreuborges.com.br - Intagram: @abreuborges.com.br - contato@abreuborges.com.br - +5511 3085-6129

 

Gostou do nosso especial CASA COR? Além de conteúdo, dicas e cursos, buscamos sempre oferecer uma série de produtos da mais alta qualidade, sendo perfeitos e indicados para a decoração e iluminação do seu lar.

 

Para acompanhar todas as entrevistas exclusivas da CASA COR 2018 e ter acesso a mais conteúdos e guia de produtos acesso nosso canal da Ilunato, clique aqui.

 

Esse conteúdo foi desenvolvido pela Ilunato loja virtual de iluminação e decoração.